Banco de remédios

HISTÓRIA DO BANCO DE REMÉDIOS

Como a venda fracionada de remédios ainda não vingou no Brasil, as sobras de medicamentos dentro da validade continuam lotando as gavetas das pessoas que, geralmente esperam vencer para, em seguida, jogar no lixo. Mas eles podem ter um destino muito mais nobre e útil. No Rio, várias instituições recebem sobras de remédios dentro da validade e as distribuem gratuitamente.
Foi com a frase “ou compra remédio ou morre de fome” que Jorge Victor Crampes, já falecido, fundou, há 30 anos, o Banco de Remédios da Associação dos Aposentados e Pensionistas da Previdência social do estado do Rio de Janeiro – Asaprev-RJ, no Centro do Rio. A entidade, sem fins lucrativos, tem como principal objetivo defender os direitos e bem estar dos idosos. À frente desse serviço, atualmente, está a Sra. Eunice e o Sr. Stélio, o casal, trabalhando voluntariamente na Associação. Toda terça-feira os associados vão ao local, munidos de receita médica, para conseguir remédios gratuitamente. Segundo a Sra. Eunice, cerca de 20 associados são beneficiados por semana.

Trabalho voluntário

O Banco do Remédios contém 100% de remédios doados. Os voluntários, todos aposentados, checam a validade e organizam caixas e cartelas que são acomodadas nas estantes para posterior distribuição gratuitamente. “É muito gratificante, remédio hoje em dia é muito caro e se pego aqui muitos nem preciso comprar” afirma Hélio Freitas, de 75 anos, conta que consegue fazer uma economia grande. Meus remédios custam na base de 50,00 a 60,00 reais. Eu tomo sete remédios. Isso é valioso para o aposentado, diz ele.

O criador do Banco de Remédios Sr. Jorge Victor Crampes, em 1999, foi agraciado pela pela Comissão da Criança, do Adolescente e do Idoso da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), com diploma de reconhecimento pelo trabalho prestado, sendo chamado de campeão da solidariedade “por seu elevado espírito de amor ao próximo”.

HOMENAGEM

A Diretoria, o Conselho Fiscal, funcionários e associados, agradecem aos voluntários que já passaram pelo Banco de Remédios doando seu tempo, carinho e atenção aos demais associados:

Jorge Victor Crampes, fundador do Banco de Remédios;
Sandra Regina Rocha Pitta
Elotonia Indio do Brasil Leopoldino
Oswaldo de Paula Fonseca
Mariomar Lopes da Fonseca
Ivone Pilicier 
Oudracy Dias
Carlos Florentino de Lima
Iracema Lyra
Ermando Henriques
Estela S. Kran
Jose Bezerra da Silva
Iracema Valcacer Nunes
Manuel Leite Costa
Arthur Ferreira de Oliveira

Serviço:
Asaprev-RJ – Av. Rio Branco 156 – 20 andar sala 2021 a 2024 / Edifício Avenida Central, próximo da Estação de Metrô da Carioca, Rio de Janeiro-RJ.
A distribuição funciona toda terça-feira, das 9h às 16h. As doações podem ser feitas de 2ª a 6ª, no mesmo horário.

Matérias:
Entrevista no jornal O DIA:
https://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2019/08/5672172-solidariedade-e-o-melhor-remedio.html#foto=1

Entrevista para TV Globo
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2010/07/instituicoes-do-rio-recolhem-sobras-de-remedios-e-distribuem-de-graca.html

Entrevista para TV RECORD
https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/rj-record/videos/banco-de-remedios-acumula-doacoes-para-ajudar-pacientes-carentes-17112017